Entenda por que o álcool provoca sono, mas faz dormir mal

É bem verdade que as bebidas alcoólicas provocam sonolência, mas você sabia que o álcool prejudica o sono? Quem garante são os cientistas do Laboratório de Pesquisas do Sono da Universidade de Melbourne, na Austrália, que realizaram um estudo apresentado na edição de fevereiro de 2015 do periódico científico Alcoholism: Clinical & Experimental Research (em português, Alcoolismo: Pesquisa Clínica e Experimental).

De acordo com os pesquisadores, o álcool realmente possui propriedades sedativas, o que leva a pessoa a dormir mais rápido. Entretanto, o sono que se obtém a partir do consumo de bebidas alcoólicas não é reparador, muito pelo contrário.

O estudo foi conduzido da seguinte forma: 24 voluntários, 12 homens e 12 mulheres, com idades entre 18 e 21 anos e que haviam consumido bebidas alcoólicas “socialmente” (menos de sete doses por semana) nos 30 dias anteriores à experiência foram submetidos a exames de polissonografia e eletroencefalograma durante o sono. Antes de dormir, uma parte dos voluntários consumiu álcool e à outra parte foi oferecido um placebo. Obviamente, nenhum deles sabia se a sua bebida realmente continha álcool ou não.

O que se observou nos exames dos participantes foi um aumento da atividade das ondas cerebrais delta durante o chamado “Sono de Ondas Lentas” (em inglês, SWS, sigla para “Slow-Wave Sleep”). Sabe-se que as perturbações nesse estágio certamente prejudicam a função restauradora que o sono deveria ter. Simultaneamente, os pesquisadores observaram que o álcool potencializou as ondas alfa na região frontal do cérebro, o que indica a ocorrência de sono agitado. Christian Nicholas, um dos autores do estudo, destaca que um aumento semelhante da atividade de ondas alfa e beta – indício de sono de má qualidade – é verificado também em pacientes portadores de dores crônicas.

Isso explica por que quem tem o sono induzido por bebidas alcoólicas costuma acordar com sensação de cansaço e noite mal dormida. O álcool prejudica o sono, e quando a qualidade do descanso é comprometida, os reflexos aparecem no dia seguinte: sonolência em momentos inadequados, irritabilidade e falta de concentração são só alguns deles. Portanto, recorrer ao álcool para conseguir dormir não é uma boa ideia, definitivamente.

Entenda por que o álcool provoca sono, mas faz dormir mal
Gostou da explicação?

Deixe seu comentário